Mc 4

Mc 4:1 E outra vez começou a ensinar ao lado do mar, e foi ajuntada até Ele uma grandE multidão, de forma que Ele, havendo entrado para o barco, assentou-Se, no mar; e toda a multidão- de- homens estavA de- frente- para o mar, sobre a terra.
Mc 4:2 E lhes ensinava, em parábolas, muitas [coisas], e lhes dizia na doutrina dEle:
Mc 4:3 "Ouvi: Eis que saiu o semeador a semear;
Mc 4:4 E aconteceu, durante o semear, que, em verdade, uma [parte da semente] caiu à beira do caminho, e vieram as aves do ar e a devoraram;
Mc 4:5 E outra [parte da semente] caiu sobre a terrA pedregosA, onde não havia muita terra, e logo nasceu, em razão de não ter profundidade de terra;
Mc 4:6 [O] sol, porém, havendo saído, ela foi queimada; e, em razão de não ter raiz, foi murchada- secada.
Mc 4:7 E outra [parte da semente] caiu para entre os espinhos, e cresceram os espinhos, e a sufocaram, e fruto ela não deu.
Mc 4:8 E outra [parte da semente] caiu para dentro da terra (a boa) e dava fruto, vingando e crescendo; e uma [só] produziu trinta, e [outra] uma [só] [produziu] sessenta, e [outra] uma [só] [produziu] sessenta."
Mc 4:9 E lhes disse: "Aquele [que está] tendo ouvidos para ouvir, ouça."
Mc 4:10 Ora, quando Ele esteve só, O interrogaram os que estavam ao redor dEle (juntamente- com os doze), [a respeito d]a parábola.
Mc 4:11 E lhes disse: "A vós outros [vos] tem sido dado saber o mistério do reinar de Deus; a aqueles [homens], porém, os quais [estão] de fora, em parábolas são feitos todos [ensinos],
Mc 4:12 A fim de que eles, vendo, vejam e não percebam; e, ouvindo, ouçam e não entendam; para que não se convertam e lhes sejam perdoados os [seus] pecados."
Mc 4:13 E lhes diz: "Não tendes [vós] entendido esta parábola? Como, pois, todas as parábolas entendereis?
Mc 4:14 Aquele [que está] semeando, à Palavra semeia.
Mc 4:15 E estes são aqueles à beira do caminho, onde é semeada a Palavra: e, quando eles [lhe] dão ouvidos, imediatamente vem Satanás e tira a Palavra, aquela tendo sido semeada dentro dos seus corações.
Mc 4:16 E, semelhantemente, estes são aqueles recebendo semeação sobre as terraS pedregosaS: aqueles que, quando dão ouvidos à Palavra, imediatamente, com gozo, a recebem,
Mc 4:17 Mas não têm raiz em si mesmos, ao contrário, temporários são; depois, havendo surgido aflição ou perseguição por causa de a Palavra, imediatamente são escandalizados.
Mc 4:18 E estes são aqueles recebendo semeação para entre os espinhos: estes são os que à Palavra estão dando ouvidos,
Mc 4:19 Mas os cuidados deste mundo, e o engano da riqueza, e as cobiças acerca de outras coisas, entrando, sufocam a Palavra, e ela infrutífera se torna.
Mc 4:20 E estes são aqueles sobre a terra, a boa, havendo recebido semeação: aqueles que dão ouvidos à Palavra e [a] recebem, e dão fruto, um [só a] trinta, [outro] um [só a] sessenta, [outro] um [só a] cem, [por um."]
Mc 4:21 E lhes disse: "Porventura a candeia vem a fim de que debaixo do alqueire seja colocada? Ou debaixo da pequena- cama? [Ao contrário,] não [é] a fim de que sobre o candelabro seja posta?
Mc 4:22 Porque não há nada escondido que não haja de ser manifesto; nem, tampouco, coisa nenhuma foi feita secreta que não haja de à luz vir.
Mc 4:23 Se algum homem tem ouvidos para ouvir, ouça."
Mc 4:24 E lhes disse: "Atentamente- vede- e- cuidai pelo que ouvis: Na medida com que medis vos será medido, e será [ainda] acrescentado a vós outros, aqueles [que estais] ouvindo.
Mc 4:25 Porque a todo- e- qualquer- homem que tenha, lhe será dado; e, ao que não tem, até mesmo o que tem será tirado para longe dele."
Mc 4:26 E dizia Ele: "Assim é o reinar de Deus: como se um homem lançasse a semente para dentro da terra,
Mc 4:27 E dormisse e se levantasse, de noite e de dia, e a semente brotasse e recebesse- crescimento, não havendo ele sabido como.
Mc 4:28 Porque por si mesma a terra produz fruto: primeiramente [a] folha da gramínea, depois [a] espiga, por último [o] grão cheio, na espiga.
Mc 4:29 E, quando [já] o fruto [se] entregar, logo ele lhe envia a foice, porque tem chegado a ceifa."
Mc 4:30 E dizia Ele: "A que assemelharmos o reinar de Deus? Ou com que parábola o compararmos?
Mc 4:31 [É] como um grão de mostarda, o qual, quando tem sido semeado sobre a terra, menor que todas as sementes é, aquelas que [estão] sobre a terra;
Mc 4:32 Mas, quando tem sido semeado, cresce; e faz-se maior que todas as hortaliças, e cria grandes ramos, de tal maneira que podem debaixo da sua sombra as aves do ar fixar estadia."
Mc 4:33 E com muitas parábolas tais- como- esta Ele lhes pregava a Palavra, segundo o que eles podiam entender.
Mc 4:34 E sem uma parábola Ele não lhes falava; privadamente, porém, aos Seus discípulos explicava todas as coisas.
Mc 4:35 E Ele lhes diz naquele dia, o anoitecer havendo chegado: "Passemos para o outro lado."
Mc 4:36 E, havendo eles despedido a multidão, O levaram con[sigo], assim como estava, no barco; e também outros barquinhos havia [juntamente] com Ele.
Mc 4:37 E levanta-se um violento temporal de vento, e as ondas batiam para dentro do barco, de modo a [este] já se encher.
Mc 4:38 E estava *Ele* sobre a popa, sobre a almofada, dormindo. E O despertam, e Lhe dizem: "Ó Professor- Mestre, não Te importa que estamos perecendo?"
Mc 4:39 E, havendo Ele sido despertado, repreendeu o vento, e disse ao mar: "Cala! Sê amordaçado!" E cessou o vento, e houve uma grande bonança.
Mc 4:40 E Ele lhes disse: "Por que atemorizados estais de tal modo? Como [é que] não tendes fé?"
Mc 4:41 E eles temeram [com] um grande pavor, e diziam uns aos outros: "Quem, pois, Este [Varão] é, que até mesmo o vento e o mar Lhe obedecem?"

LTT: Bíblia Literal do Texto Tradicional Receptus, sem notas